Entre a loucura e a liberdade: um caso escrito por uma ACS

Saúde Mental NASF e Consultório na Rua

Hoje tem supervisão de território no CMS Fernando Antonio Braga Lopes, nosso CAJU!

Eu, o Alexandre Trino, supervisor desse território e a equipe da unidade começamos uma conversa sobre o papel do Agente Comunitário de Saúde no cuidado em saúde mental na atenção primária.

Compartilho com vocês um texto muito bacana escrito por uma ACS. Ele é feito de um jeito simples e apresenta, através do relato de experiência, questões como:  vínculo, trabalho territorial, trabalho em equipe e estigma. O documento foi publicado na coleção Saúde Loucura. A organização desse volume foi feita pelo saudoso Antonio Lancetti.

O texto começa assim:

“Eu conheci o Leão antes de ser agente comunitária de saúde, há vinte anos. Ele ficava em cima da laje da casa dele mexendo com todo mundo. Acho que me lembro bem desta época porque sempre que eu passava, ele dizia: — Olha! Você é muito bonita. Eu queria…

Ver o post original 154 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s