Perceptions of health managers and professionals about mental health and primary care integration in Rio de Janeiro: a mixed methods study

Escrevi este artigo sobre a percepção dos profissionais e gestores de saúde sobre a integração entre saúde mental e atenção primária na cidade do Rio de Janeiro.

Trata-se de um estudo quali-quanti realizado no inicio do processo de implementação de práticas de trabalho colaborativas chamadas de matriciamento.

Segue o link

https://bmchealthservres.biomedcentral.com/articles/10.1186/s12913-016-1740-8

Obrigada pela visita!

Karen

Manuais de Cuidados Colaborativos de Saúde Mental e Atenção Primária

Compartilho aqui algumas referências úteis para a integração da saúde mental e atenção primária. Destas, duas são referências em português e as outras duas são documentos internacionais considerados importantes nessa discussão tendo em vista a perspectiva da Saúde mental Global:

Guia Prático de Matriciamento em Saúde Mental

Cadernos de Atenção Básica Saúde Mental (CAB n 34)

Integração da Saúde Mental nos Cuidados Primários em Saúde (WHO/WONCA 2008)

Manual de Intervenções para transtornos mentais, neurológicos euso de álcool e drogas na rede de atenção básica à saúde. (WHO/2015)

Esses manuais tratam especificamente da integração de processos de trabalho em saúde.

O primeiro traz ferramentas de apoio para a prática de matriciamento no contexto brasileiro. O segundo aponta importantes referencias conceituais na organização do trabalho em saúde para a integração da saúde mental e atenção primária.

A primeira das referências internacionais descreve 8 experiências de integração em países com diferentes culturas e desenvolvimento econômico. Neste são apontadas metas para o desenvolvimento da saúde mental global. A segunda referencia é um guia prático para profissionais não especializados  cujo objetivo é dar apoio no diagnóstico e manejo de transtornos mentais.

Atenção todos são em Língua Portuguesa!